Next

Navio Patrulha "Maracanã"

Projeto dos Navios-Patrulha de 500T

A retomada da construção no Arsenal ocorreu no ano de 2019 e foi marcada pelos projetos dos Navios-Patrulha “Maracanã” e “Mangaratiba”. Trata-se de Navio-Patrulha de 500 toneladas e que, atualmente, está em fase final de construção. Os navios tiveram sua construção iniciada no estaleiro civil Ilha S.A., sendo, posteriormente, transferidos para o Arsenal de Marinha, em virtude da descontinuidade das atividades.

Next

Submarino Riachuelo

Reforça a soberania do País na Amazônia Azul

Revolucionando a tecnologia brasileira e a indústria naval, o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) representa um significativo avanço tecnológico no País, pautado em capital intelectual, engenharia sensível e tecnologia de ponta, além de incentivar a política de defesa, impulsionar a capacitação de pessoal e fortalecer a soberania nacional. Um importante avanço do PROSUB foi a Mostra de Armamento do Submarino (S40) “Riachuelo”, realizada no dia 1º de setembro de 2022, no município de Itaguaí (RJ).

Next

Fragatas “Classe Tamandaré”

Novos navios da Marinha têm previsão de entrega entre 2025 e 2029

O início do processo de construção de quatro navios de guerra, que farão parte da Esquadra da Marinha do Brasil – Fragatas “Classe Tamandaré” – foi marcado por uma cerimônia realizada no dia 21 de junho, na thyssenkrupp Estaleiro Brasil Sul, em Itajaí (SC). No local, foi apresentado o mockup do navio, que é um compartimento da Fragata “Classe Tamandaré”. Trata-se de uma reprodução em dimensões reais da seção de uma das praças de máquinas do navio.

Next

Navio de Apoio Antártico “Almirante Saldanha”

O navio será capaz de operar no verão e outono no Continente Antártico

Após pesquisa e estudos realizados pela Marinha do Brasil (MB), o futuro Navio de Apoio Antártico (NApAnt) teve seu nome escolhido: "Almirante Saldanha". O NapAnt reduzirá o tempo de reabastecimento da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF), em função dos guindastes com maior capacidade de carga e manobra, e será melhor equipado para o lançamento de acampamentos e terá maior autonomia para ampliar o apoio às pesquisas.

Next

NAsH “Anna Nery”

Cerimônia de Batimento da Quilha do futuro Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Anna Nery”

A Marinha realizou, no dia 22 de outubro, em Manaus (AM), a Cerimônia de Batimento da Quilha do futuro Navio de Assistência Hospitalar (NAsH) “Anna Nery”, que será empregado no atendimento e prestação de serviços médico-hospitalares nos Estados do Pará e do Amapá, área de jurisdição do Comando do 4º Distrito Naval, o que reitera a relevância dessa região para os interesses estratégicos e a soberania do Brasil A cerimônia representa uma tradição naval e marca o início da construção de um navio.

Next

Personalidades da Construção Militar Naval Brasileira

Conde da Cunha – O Pioneiro

Dom Antônio Álvares da Cunha, 1º Conde da Cunha, foi o 9º Vice-Rei do Brasil Colônia.

João Cândido Brazil

Natural de Angra dos Reis, João Cândido Brazil nasceu em 8 de março de 1848.

Almirante Joaquim Marques Lisbôa

Foi Inspetor do então Arsenal de Marinha da Corte, no período de 1854 a 1857.

Napoleão João Baptista Level

Filho de franceses, Napoleão João Baptista Level nasceu em Ilhéus, Bahia.

Carlos Braconnot

Carlos Braconnot nasceu no Rio de Janeiro, em 1831.

Trajano Augusto de Carvalho

Em 25 de agosto de 1830, em Florianópolis, nascia Trajano Augusto de Carvalho.

Vice-Almirante Júlio de Noronha

O Almirante Julio César de Noronha foi Aspirante a Guarda-Marinha em 1862.

Vice-Almirante Frontin

Pedro Max Fernando Frontin foi um militar brasileiro pertencente à Marinha do Brasil.

Vice-Almirante Mattoso Maia

Foi Diretor Militar do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro.

Contra-Almirante Paulo Bosisio

Foi Diretor do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, entre 1956 e 1958.

Vice-Almirante Ary Rongel

Ary dos Santos Rongel nasceu no Rio de Janeiro, então Distrito Federal.

Contra-Almirante Saldanha da Gama

Foi Diretor do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro no período entre 1959 e 1961.

 

Next