A BNVC conta com diversas oficinas, distribuídas administrativamente por cinco divisões conforme discriminado a seguir:

1. Divisão de Reparos de Eletrônica e Armamento

à Divisão de Reparos de Eletrônica e Armamento compete especificamente implementar os projetos de instalação de equipamentos eletrônicos nos Navios e nas Organizações Militares (OM) de terra, quando solicitados através de Pedidos de Serviços (OS) específicos ou quando determinado pelo Comandante. Além disso, sugere, através de expedientes circunstanciados, à Diretoria Técnica Especializada, modificações técnicas com a finalidade de otimização dos equipamentos já instalados e implementar os reparos eletrônicos e de armamento solicitados através de pedidos específicos, mantendo a condição operativa dos equipamentos das OM. Deve ainda efetuar o reparo e manutenção dos equipamentos eletrônicos da BNVC e promover treinamento de pessoal técnico na área específica de sua atuação.

Dentre os serviços oferecidos pela Oficina, podemos citar:

» Manutenção preventiva e corretiva no nível de sistema e sub-unidades, instalação, "setting up" e "setting to work" de fonoclamas, multímetros, megômetros, fontes de alimentação, amperímetros, transmissores, receptores, transceptores, radiogoniômetros e antenas;

» Manutenção preventiva e corretiva, instalação e troca de transdutores dos ecobatímetros ET/SQN-3V e ET/SQN-4W; e

» Manutenção preventiva e corretiva no nível de sistema, instalação, ajuste de módulos/cartões e reparo de unidades menos complexas dos radares DECCA RM-1226, DECCA RM-1226C, RACAL-DECCA RM-1070A, FURUNO 1831 e FURUNO 1710.

2. Divisão de Oficinas Mecânicas

Compete à Divisão de Oficinas Mecânicas realizar reparos em sistemas mecânicos dos meios apoiados pela BNVC. Para tanto conta com os seguintes equipamentos:

Equipamento Características
Torno horizontal

» Máximo diâmetro usinável p/ eixos - 700 mm

» Máximo diâmetro usinável na placa - 1000 mm

» Máxima distância entre pontas - 22 m

Torno vertical

» Máximo diâmetro usinável - 1800 mm

» Altura máxima usinável - 1000 mm

Torno vertical

» Máximo diâmetro usinável - 1000 mm

» Altura máxima usinável - 800 mm

Mandrilhadora

» Curso longitudinal - 760 mm

» Curso transversal - 1000 mm

» Avanço do mandril - 700 mm

» Altura máxima - 700 mm

Mandrilhadora

» Curso longitudinal - 1400 mm

» Curso transversal - 1000 mm

» Avanço do mandril - 700 mm

» Avanço do mandril - 700 mm

Retífica plana magnética

» Capacidade dimensional da mesa - 1500 mm × 600 mm

» Curso máximo da mesa - 1600 mm

» Altura máxima - 700 mm

Plaina de mesa

» Capacidade dimensional da mesa - 4000 mm × 1000 mm

» Curso máximo da mesa - 4000 mm

» Altura máxima - 1200 mm

Furadeira radial

» Capacidade dimensional da base - 1800 mm × 1700 mm

» Altura máxima - 1500 mm

» Capacidade p/ furos com broca até 2 ¼", podendo-se também fazer usinagens por broqueamento ( sintel ).

Guindaste autopropelido "Randon"

» Com a lança projetada a 15 m de comprimento e um raio de ação de 6 m, a capacidade de carga será de 6.600 Kg.

» Usando-se a mini-lança ( 29,2 m ) com um ângulo de 60º, a capacidade de carga será de 1200 Kg.

Guindaste autopropelido "Tema"

» Sobre estabilizadores, com o raio de ação de 1,0 a 9,5 m, a capacidade variará de 10.000 a 1260 Kg.

» Sobre pneus, com o raio de ação de 1,0 a 9,5 m, a capacidade variará de 8500 a 800 Kg.

Esta Divisão conta ainda com sete (7) tornos horizontais, de médio porte, com 1500 a 2000 mm de barramento; duas (2) plainas limadoras, cinco (5) fresadoras universais e uma (1) fresadora contornadora.

Dentre os serviços oferecidos pelas oficinas desta Divisão, podemos citar:

» Ajustagem de bombas centrífugas, válvulas hidráulicas, mecanismos de máquinas de suspender e fundear, máquinas de reboque, cabrestantes e componentes hidráulicos;

» Reparo em sistemas de governo e propulsão das embarcações;

» Reparo, ajustamento e alinhamento em engrenagens redutoras;

» Reparo, ajustamento e alinhamento de motores;

» Reparo e ajustagem de bicos injetores;

» Reparo e ajustagem de frigorífica

» Reparo e ajustagem de ar condicionado;

» Fabricação de peças cilíndricas e planas em tornos mecânicos, com possibilidade de abertura de roscas internas e externas;

» Execução de broqueamento de até 10" em peças metálicas; e

» Execução de rosca de 5 a 48 fios e usinagem de mancais e buchas com 1,20m de comprimento e diâmetros de 38cm.

3. Divisão de Oficinas Estruturais e Metalúrgicas

A Divisão de Oficinas Estruturais e Metalúrgicas tem por finalidade realizar reparos estruturais em geral e reparos em redes bem como a instalação de seus acessórios, dispondo, para tanto, das seguintes ferramentas industriais:

» Uma guilhotina para cortar chapas de 1/8" até 3/8"

» Uma viradeira manual de até ¼"

» Uma viradeira elétrica de até 3/8"

» Uma calandra de até ½"

» Uma calandra de até ¼"

» Duas furadeiras de bancada de até ½"

» Uma máquina de furar chapa de até 3/8"

» Uma furadeira de bancada de até 3/8"

» Uma viradeira manual de até ¼"

» Uma serra mecânica ( policorte de disco )

» Uma serra elétrica corta tubo

» Um macaco hidráulico para curvar tubo de até ¼"

» Um macaco manual para virar tubo de até 1 ½"

» Um martelete com capacidade de até 100 toneladas

» Um cutelo corta vergalhão 5/8" e chapa 3/8"

» Uma furadeira de bancada de 1"

Dentre os serviços oferecidos pelas oficinas da divisão, podemos citar:

» Substituição de chapas das obras vivas e mortas, confecção de bases e jazentes, reparos de tanques, calandragem de chapas até 5/16";

» Reparo em defletores, bases e proteção de antenas, soldadas e/ou rebitadas;

» Confecção de redes e tubulações de cobre: limpeza mecânica de trocadores de calor tubulares, enchimentos de mancais e buchas com metal patente;

» Corte e solda;

» Confecção e reparo de grades de proteção, de balaustradas, de escadas em aço, de mastros, de ferragens em geral e pequenos serviços de forja;

» Isolamento térmico em geral, tanto na área quente, quanto fria, de redes e tubulações, e revestimentos internos de fornos e fogões;

» Sondagens de chapas de aço por meio de ultra-som;

» Testes hidrostáticos e pneumáticos de tanques em geral, de amarras e de búricas; e

» Reparos estruturais em geral.

4. Divisão de Diques e Oficinas Complementares

A BNVC conta com os seguintes meios para realizar os reparos navais sob sua responsabilidade:

» Um dique seco (Dique Almirante "Raul de Barros") com 225 m de comprimento, 27,5 m de boca, 11 m de profundidade e capacidade de docar navios de até 40.000 toneladas, sendo o calado de entrada no dique de até 6,6 m ( 21,65 pés). Neste dique encontram-se ainda dois guindastes sobre trilhos com capacidade de até 15 toneladas cada;

» Uma carreira para realizar encalhe de embarcações de até 120 toneladas;

» Um pier de 142 m de comprimento, 135 m de largura e 8 m de calado; e

» Um dique flutuante (Dique Flutuante "Almirante Manoel Carneiro da Rocha") com 70 m de comprimento, 23,6m de pontal, 19,56 m de boca moldada, 13,57 m de boca de operação, 0,76 m de calado mínimo, 3,95 m de calado máximo de operação, 800 ton. de deslocamento leve, 1000 ton. de capacidade de carga e 6m de calado máximo interno acima dos picadeiros.

Dentre os serviços oferecidos pelas diversas oficinas da Divisão, podemos citar os seguintes:

» Docagem, desdocagem e encalhe de embarcações no Dique Alte. Raul Barros, Dique Flutuante "Almirante Manoel Carneiro da Rocha" e Carreira;

» Confecção de mesas, bancos, cadeiras e bóias de arinque;

» Serragem de toras, confecção de esquadrias de madeira, macheamento e lambris;

» Fabricação de armários, móveis, polimentos, embalagens e bases para brasões; e

» Revisão de balsas salva-vidas, coletes infláveis e botes salva-vidas das marcas Angeveniere, RFD e Nautiflex.

5. Divisão de Eletricidade

A Divisão de Eletricidade da BNVC é capaz de realizar as seguintes tarefas:

» Instalação de equipamentos de manobra e proteção em terra e a bordo de navios;

» Instalação de circuitos de distribuição em terra e a bordo de navios;

» Delineamentos em pequenos projetos;

» Manutenção e instalação de quadros elétricos;

» Retirada e instalação de máquinas elétricas de bordo;

» Limpeza em motores elétricos , geradores e transformadores;

» Recuperação de RI ( resistência de isolamento ), em estufa;

» Troca de rolamentos em máquinas elétricas;

» Teste a vazio de motores elétricos e transformadores na oficina; e

» Enrolamento (bobinamento) de máquinas elétricas até 50hp (exceto enrolamento em barras).

Além dos serviços acima discriminados, a Divisão de Eletricidade é responsável pelos setores de:

» Usina, que está apta a realizar manobras com chaves e proteções em AT e BT, nos ramais de entrada e distribuição da BNVC; e preparar eletricamente o gerador para entrar na linha; e

» Rede Externa, que realiza manutenção na rede de distribuição aérea e subterrânea da BNVC e das Vilas Navais.